2014/2016

Estratégia Nacional de Literacia em Saúde

Numa altura em que os cortes na Saúde estão a ser sentidos tanto por profissionais da área como pelos cidadãos, torna-se imperativa a necessidade de encontrar estratégias que melhorem a qualidade de vida dos utentes, levando-os a recorrer com menos frequência aos serviços de saúde.

Nesse sentido, é fundamental a criação de um programa de educação para a saúde, de modo a inverter o baixo índice de literacia em saúde por parte dos portugueses. Os melhores modelos europeus de educação para a Saúde podem ser estudados e adaptados à realidade nacional, por forma a promover uma população esclarecida e detentora de informação relevante que lhe permita a tomada de decisões adequadas em cada momento da sua vida.

Assim, em 2016, o projeto Saúde que Conta pretende contribuir para a construção e desenvolvimento de uma Estratégia Nacional de Literacia em Saúde, focando nos seguintes eixos estratégicos:

  1. Incluir a literacia em saúde no próprio sistema de saúde;
  2. Assegurar o acesso e gestão eficientes da informação por parte do cidadão;
  3. Assegurar uma comunicação efetiva com vista à decisão partilhada e negociação em cuidados de saúde;
  4. Integrar a literacia em saúde na educação formal e formação de profissionais de saúde;
  5. Garantir a sustentabilidade das iniciativas de promoção de literacia em saúde.